TSE orienta eleitor que contrair Covid-19 a partir desta terça-feira a não ir votar

O Globo

Eleitores e mesários que forem diagnosticados com o novo coronavírus a partir desta terça-feira até o dia da eleição municipal não devem comparecer à votação, segundo orientação do Plano de Segurança Sanitária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O TSE começou a divulgar nos últimos dias uma série de vídeos e spots, transmitidos em meios de comunicação como a TV e plataformas como o Youtube, com dicas para eleitores e mesários se protegerem no dia da votação. Entre as medidas reiteradas estão a orientação para que cada pessoa leve sua própria caneta à seção, use a máscara desde o momento em que sair de casa e higienize as mãos antes e depois de digitar os números de seus candidatos na urna.

Aos candidatos, o apelo é para que, no dia da votação, se possível, eles se dirijam sozinhos à seção e mantenham a pelo menos um metro de distância dos eleitores.

Além dos cuidados pessoais, a Justiça Eleitoral deverá Fornecer álcool em gel para as seções eleitorais em quantidade que permita que cada eleitor higienize as mãos antes e depois de votar e fiscalizar a obrigatoriedade do uso de máscaras nas seções eleitorais e nos locais de votação.

O TSE ainda sugere o distanciamento mínimo de um metro nas filas, que deve ser demarcado com o uso de fitas adesivas no chão. As medida tem o intuito de combater a propagação do vírus durante o pleito eleitoral, que será realizado no dia 15 de novembro.

Eleitor tem até esta quinta-feira (5) para solicitar a 2ª via do título

Termina nesta quinta-feira (5) o prazo para o eleitor solicitar a segunda via do título no cartório eleitoral da zona onde está cadastrado. A previsão consta do calendário das Eleições Municipais de 2020.

Para a emissão da segunda via do título, o eleitor deve estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, não pode ter débitos pendentes – como multas por ausência às urnas ou aos trabalhos eleitorais, como o de mesário – ou ainda ter recebido multas em razão da violação de dispositivos do Código Eleitoral (Lei 4.737/1965), da Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) e leis conexas.

Outros documentos

O título eleitoral não é o único documento que possibilita a participação nas eleições. O eleitor pode se apresentar à mesa de votação trazendo consigo qualquer documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou a carteira de motorista.

O cidadão cuja inscrição eleitoral estiver em situação regular tem como alternativa ao título de papel a versão digital do documento, o e-Título, que pode ser obtido gratuitamente nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

O e-Título serve como documento de identificação do eleitor caso ele já tenha feito o cadastramento biométrico. Isso porque a versão digital será baixada com foto, o que dispensa a apresentação de outro documento no momento do voto.

O aplicativo também informa o local de votação e, por meio de ferramentas de geolocalização, guia o usuário até sua seção eleitoral. Além disso, o app oferece serviços como a emissão de certidões de quitação eleitoral e negativa de crimes eleitorais.

O local de votação ainda pode ser conhecido no Portal do TSE, na seção Serviço ao eleitor > Local de votação, localizada no menu lateral direito da homepage do site. A consulta pode ser feita pelo nome do eleitor ou número do título, data de nascimento e nome da mãe.

Covid-19: Brasil tem 160 mil mortes e 5,56 milhões de casos acumulados

exame coronavirus COVID-19

Agência Brasil.

As mortes decorrentes da pandemia do novo coronavírus chegaram a 160.496, de acordo com o balanço do Ministério da Saúde divulgado na noite desta terça-feira (3), a partir de dados das secretarias estaduais de saúde.

Em 24 horas, foram registrados 243 óbitos. Ontem, o sistema de dados sobre a pandemia marcava 160.253 óbitos gerados pela doença. Ainda há 2.316 falecimentos em investigação.

O número de pessoas infectadas com o novo coronavírus desde o início da pandemia atingiu 5.566.049. Entre ontem e hoje, foram notificados 11.843 novos diagnósticos positivos. Ontem, o sistema do ministério trazia 5.554.206 casos acumulados de covid-19.

Conforme a atualização do Ministério da Saúde, ainda há 377.337 pacientes em acompanhamento. Outras 5.028.216 pessoas já se recuperaram da doença, ou seja 90,3% do total de infectados.

Os casos e mortes são menores nos domingos e segundas-feiras em função da limitação de sistematização dos dados e alimentação do painel do Ministério da Saúde pelas secretarias estaduais aos fins de semana. Já às terças-feiras os números diários tendem a subir pelo acúmulo de casos do fim de semana reportado neste dia. Nesta semana, com o feriado de ontem (2) houve também uma redução do envio de registros pelas autoridades estaduais de saúde.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes são São Paulo (39.364), Rio de Janeiro (20.651), Ceará (9.362), Minas Gerais (9.050) e Pernambuco (8.643). As Unidades da Federação com menos casos são Roraima (692), Acre (695), Amapá (751), Tocantins (1.100) e Rondônia (1.460).