Prefeito eleito de Serra Caiada Joãozinho Furtado testa positivo para covid-19

Confira a nota :

Amigos, informo que através de exame realizado nesta segunda-feira 23/11, testei positivo para COVID-19.

Apresento-me assintomático, sem nenhum sintoma aparente.

Estou em isolamento, seguindo as orientações médicas, continuando a agenda de trabalho e estudos de forma remota.

Ressalto também que os trabalhos de transição também vem sendo realizados de forma remota e que após a minha recuperação retornarei as atividades presenciais normais, para seguirmos em frente trabalhando.

Eleições 2020: Confira os recursos recebidos e gastos dos candidatos a prefeito de Tangará/RN

Os candidatos a prefeito de Tangará realizaram a prestação parcial de contas desta eleição. O que mais recebeu recursos de pessoas físicas e de partidos políticos foi o candidato eleito Dr. Airton, até o momento foram contabilizados pela justiça eleitoral R$ 96.000,00 reais de recursos recebidos, e de despesas da campanha o valor de R$ R$95.210,34, segundo dados apurados no site do TSE.

Confira abaixo quanto cada candidato eleito e não eleito receberam e tiveram de despesas que foram prestadas até o momento.

DR AIRTON

R$95.210,34 – Total de Despesas Contratadas

R$96.000,00 – Total de Recursos Recebidos

JORGINHO

R$ 0,00 – Total de Despesas Contratadas

R$7.452,00 – Total de Recursos Recebidos

CAYLA RODRIGUES

R$19.520,00 – Total de Despesas Contratadas

R$30.037,04 – Total de Recursos Recebidos

EDUARDA CARDOSO

R$3.800,00 – Total de Despesas Contratadas

R$15.000,00 – Total de Recursos Recebidos

Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil é a maior desde maio, aponta Imperial College

G1.

A taxa de transmissão (Rt) do novo coronavírus (Sars-CoV-2) para esta semana no Brasil é a maior desde maio, apontam dados do Imperial College de Londres, no Reino Unido. A atualização da estimativa foi divulgada nesta terça-feira (24) e se refere à semana que começou na segunda (23).

O relatório mostra que o índice está em 1,30. Isso significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130 pessoas. Pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (Rt de até 1,45) ou menor (Rt de 0,86). Nesses cenários, cada 100 pessoas com o vírus infectariam outras 145 ou 86, respectivamente.

A última vez que a taxa de transmissão no Brasil esteve tão alta foi na semana de 24 de maio, quando atingiu 1,31, segundo dados levantados pelo G1. O valor máximo possível naquela data, considerando a margem de erro, foi de 1,34.

A última vez que a margem de erro considerou uma taxa máxima possível maior do que a vista nesta semana no país foi na semana de 17 de maio – quando o Rt estava, de novo, em 1,30, mas podia chegar a até 1,47.

Os cientistas apontam que “a notificação de mortes e casos no Brasil está mudando; os resultados devem ser interpretados com cautela”.

Simbolizado por Rt, o “ritmo de contágio” é um número que traduz o potencial de propagação de um vírus: quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa e a doença avança.

Depois de ficar abaixo de 1 por cinco semanas seguidas – entre o final de setembro e o final de outubro – , a taxa no Brasil voltou a ficar acima de 1 no início de novembro.

Há duas semanas, o número ficou em 0,68, o menor valor desde abril – mas a data coincide com o apagão de dados que atrasou a atualização de casos e mortes por Covid-19 pelo Ministério da Saúde. Como o Rt também considera esses dados, isso afeta as estimativas.

Segunda onda

Na segunda-feira (23), pesquisadores brasileiros divulgaram uma nota técnica na qual, baseados em dados da pandemia do novo coronavírus no Brasil, afirmam que o país vive o “início de uma 2ª onda”.

Eles apontaram ao menos três fatores para o “aumento explosivo” ou “manutenção da grande circulação do vírus”:

falta de “testagem sistemática com rastreamento de casos”;

falta de uma “política central coordenada, clara e eficaz de enfrentamento da situação”;

“afrouxamento das medidas de isolamento sem evidências empíricas, sem uma análise cuidadosa por uma painel de especialistas”.

O Brasil tinha 169.541 mortes por coronavírus confirmadas até as 8h desta terça-feira (24), segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. O número é o segundo maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Taxa maior para São Paulo

Além da estimativa do Imperial College de Londres, pesquisadores brasileiros também monitoram o Rt.

Cientistas da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp) calcularam, para esta semana, um Rt de 1,64 para o estado de São Paulo. Eles preveem um provável aumento no número de infectados no estado.

Dados da Secretaria de Saúde do estado mostram que as internações por Covid-19 voltaram a crescer na última semana – com um aumento de 17% nas internações entre os dias 15 e 21 de novembro. O crescimento veio mesmo após aumento de 18% na semana anterior, de 8 a 14 de novembro.

Em Macaíba/RN a PRF realiza mais uma apreensão de cigarros contrabandeados

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, no início da manhã desta segunda-feira (23), no km 294 da BR 304, em Macaíba/RN, uma carga com nove mil maços de cigarros contrabandeados, e prendeu um homem de 26 anos.

Uma equipe PRF realizava fiscalização quando abordou o veículo Jumper, de cor branca, e ao vistoriar a carga transportada, foi constatado que se tratava de cigarros de origem estrangeira. O motorista do veículo informou que comprou a carga por dez mil reais e iria distribuí-la em Natal/RN.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal.

Somente em 2020, mais de 2.600.000 maços de cigarros contrabandeados foram apreendidos pela PRF no Rio Grande do Norte, gerando prejuízos às organizações criminosas da ordem de mais de 13 milhões de reais.

Mantida condenação de ex-prefeita do Município de Ouro Branco por improbidade

A 3ª Câmara Cível, à unanimidade de votos, negou recurso interposto por Maria de Fátima Araújo da Silva, ex-prefeita do Município de Ouro Branco, contra sentença proferida pela Comarca de Jardim do Seridó que a condenou por Improbidade Administrativa e impôs penalidade de pagamento de multa civil no valor equivalente a três vezes o valor do último subsídio recebido pela ré dos cofres daquele Município no exercício do cargo de prefeita, por manter servidores em desvio de função.

No recurso, ela alegou não existirem provas de que os servidores estavam trabalhando em desvio de função, e que não existiu o dolo necessário para caracterizar o ato de improbidade apontado. A ex-prefeita defendeu ainda que as penas aplicadas foram exacerbadas. Por fim, requereu a reforma da sentença, a sua absolvição ou a redução da penalidade imposta.

Para o relator do recurso, o desembargador Vivaldo Pinheiro, ficou devidamente provado que no período em que foi prefeita de Ouro Branco, Maria de Fátima manteve os quatro servidores citados nos autos em desvio de função, circunstâncias estas que demonstram seu descaso para com suas obrigações, bem como relativamente aos princípios basilares da administração.

“Assim, resta demonstrada que a recorrente como Prefeita do município em tela, tinha consciência do ocorrido”, comentou o relator do caso.

Ele complementou seu entendimento: “Diante desse cenário e tomando como parâmetro o atual estágio de transparência da res publica, conquistado efetivamente com muito suor e patriotismo, a partir do afastamento e das prisões de grandes Autoridades da República, é necessário alargar essa tutela social para inibir condutas ímprobas na base federativa, evitando-se malsinados e rotineiros apadrinhamentos e desvios de finalidade”, disse.

Em relação a dosimetria da pena aplicada à ex-prefeita, considerou que as circunstâncias fáticas comprovadas nos autos demonstram que a penalidade foi fixada corretamente, respeitados os princípios da razoabilidade e proporcionalidade, diante da gravidade dos fatos delineados e comprovados durante toda a instrução processual.

RN registra 206 novos casos de coronavírus e 01 óbito nas últimas 24 horas

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (24). Foram mais 206 casos confirmados, totalizando 86.974. Nessa segunda-feira(23) eram 86.768 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.664 no total. Uma(01) morte nas últimas 24 horas e outras três(03) após confirmação de exames laboratoriais de dias anteriores. Em investigação estão 406 óbitos.

Casos suspeitos somam 40.580 e descartados 210.453. Recuperados são 47.431.

Candidatos infectados por covid-19 terão nova chance de fazer Enem

Estudantes brasilienses concluem simulado do Enem
Colégio Setor Oeste, Asa Sul, Brasília, DF, Brasil 7/7/2016 Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília.

Estudantes das redes pública e privada de Brasília participaram, nesta quinta-feira, do

Agência Brasil.

Candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 que forem diagnosticados por alguma doença infectocontagiosa, como a covid-19 e, portanto, estiverem impossibilitados de fazer as provas por este motivo, poderão ter uma nova chance.

Em entrevista à Agência Brasil, o presidente substituto do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Camilo Mussi, disse hoje (24) que, nesse caso, a orientação é ligar para a central de atendimento do Inep (0800 616161) e comunicar a doença até um dia antes da data da prova.

Fora isso, depois da aplicação, o candidato também deverá registrar o problema anexando laudo médico na Página do Participante. Os casos deferidos pelo Inep poderão participar de uma reaplicação do exame nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021, mesma data em que o Enem será aplicado a pessoas com privação de liberdade.

Outras doenças
Além de covid-19, o edital prevê nessa lista casos de coqueluche, difteria, doença invasiva por haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela.

Segundo o Inep, não só pessoas com problemas de saúde na data das provas poderão participar da reaplicação. Quem tiver problemas logísticos, como, por exemplo, falta de energia elétrica também poderá comunicar o problema pela Página do Participante para fazer o exame em fevereiro.

Grupo de risco
Sobre candidatos que se enquadram no grupo de risco para a covid-19, como idosos e pessoas com comorbidades que necessitam de atendimento especial, não é preciso fazer nada. “ Essas pessoas já declararam no ato da inscrição, idade e se precisam de atendimento especial e, com base nessas informações, vamos agrupá-las em salas separadas. Não há necessidade de procurar a central para comunicar essa condição”, garantiu Mussi.

Apesar disso, o presidente substituto do Inep, lembrou que situações diagnosticadas depois da inscrição, como, por exemplo, casos de gravidez, deverão ser comunicadas pela central de atendimento do instituto também até um dia antes do Enem. Para garantir a segurança de todos os participantes, o número de participantes por sala será reduzido, pelo menos, em 50%.

Máscaras
Para a edição de 2020, o Enem teve mais de 5,7 milhões de inscrições confirmadas. Todos os candidatos e profissionais envolvidos no exame devem fazer uso obrigatório de máscara de proteção facial, exceto para os casos previstos na Lei n.º 14.019, de 2020.

Elas poderão ser retiradas apenas no momento de identificação pelo fiscal de provas, mas sem tocar sua parte frontal e, posteriormente, deverá ser feita a higienização das mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelos fiscais. As máscaras também poderão ser retiradas para os candidatos bebam água e façam lanche durante a aplicação da prova.

Cronograma
Provas impressas: 17 e 24 de janeiro

Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro

Reaplicação da prova: 23 e 24 de fevereiro

Resultados: a partir de 29 de março

Nas últimas 24hrs 02 novos casos foram confirmados para covid-19 em Tangará, suspeitos somam 21

No número de casos confirmados, estão inseridos os RECUPERADOS e ÓBITOS.

Pedimos a compreensão da população, para que sigam as orientações da OMS e da Secretaria Municipal de Saúde de Tangará/RN.

* Lavem as mãos com água e sabão ou use álcool em gel 70%;
* Idosos devem permanecer em casa;
* Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e nariz;
* Evitem aglomerações