Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Boletim epidemiológico covid-19

O Brasil passou das 210 mil mortes ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 452 óbitos pela covid-19. Com isso, o total de mortes chegou a 210.299. Há 2.766 óbitos em investigação por equipes de saúde.

A atualização da situação de casos e mortes causados pela pandemia foi divulgada pelo Ministério da Saúde na noite desta segunda-feira (15).

A contabilização de pessoas infectadas desde o início da pandemia alcançou 8.511.770. Entre ontem e hoje, foram acrescidos às estatísticas 23.671 novos diagnósticos positivos.

Ainda há 849.424 pessoas com casos ativos em acompanhamento por profissionais de saúde e 7.452.047 pessoas já se recuperaram da doença.

Em geral, os registros de casos e mortes são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de saúde aos fins de semana. Já às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao Ministério da Saúde.

Estados

Na lista de estados com mais mortes o topo é ocupado por São Paulo (49.987), Rio de Janeiro (27.805), Minas Gerais (13.483), Ceará (10.223) e Pernambuco (10.031). As unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (811), Acre (837), Amapá (1.005), Tocantins (1.316) e Rondônia (2.031).

São Paulo também lidera no número de casos, com 1.628.272 casos registrados desde o início da pandemia, seguido de Minas Gerais (646.091) e Santa Catarina (543.389). Os estados com menor número de casos são Acre (44.775), Roraima (71.065) e Amapá (73.626).

Sine tem 83 vagas de empregos para Natal, RM e Santa Cruz nesta segunda

A Subsecretaria do Trabalho da Sethas-RN, através do SINE-RN, oferece hoje 83 vagas de emprego para Natal e Região Metropolitana (RM), com uma vaga para pessoa com deficiência, Santa Cruz e região.

Para concorrer às vagas, o(a) candidato(a) deve se cadastrar via Internet no Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego, através do endereço empregabrasil.mte.gov.br ou nos aplicativos Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital, disponíveis para Android e IOS.

Neste momento, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Sine-RN está com atendimento presencial realizado mediante agendamento.

Em Natal, os telefones para agendamento da unidade matriz, em Candelária, são: (84) 3190-0783, 3190-0788, 98106-6367 e 98107-4226.

Os agendamentos e atendimentos acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

VEJA AS OFERTAS DE VAGAS DE EMPREGO POR OCUPAÇÃO:

NATAL e GRANDE NATAL – (01 Vaga PCD – Pessoas com Deficiência)
PROMOTOR DE VENDAS 01

NATAL e GRANDE NATAL – (79 Vagas Permanentes)
ATENDENTE DE BALCÃO 02
ATENDENTE DE MESA 01
ENCARREGADO DE SEÇÃO DE CONTROLE DE PRODUÇÃO 01
LEITURISTA 05
LUBRIFICADOR DE AUTOMÓVEIS 01
OPERADOR DE TELEMARKETING ATIVO E RECEPTIVO 01
PROMOTOR DE VENDAS 60
TÉCNICO AGRÍCOLA 01
TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO (INSTALAÇÃO) 02
TÉCNICO ELETRÔNICO 01
VENDEDOR PRACISTA 04

NATAL e GRANDE NATAL – (02 Vagas Temporárias)
EMBALADOR, A MÃO 02

SANTA CRUZ e região
CONSULTOR DE VENDAS 01

Abastecimento de água será suspenso em nove cidades do RN para instalação e manutenção de equipamentos

As cidades de Angicos, Fernando Pedroza, Pedro Avelino, Lajes, Pedra Preta, Caiçara do Rio do Vento, Jardim de Angicos e Riachuelo terão o abastecimento suspenso das 8h às 12h desta terça-feira (19) para instalação de de um novo conjunto motobomba na Estação de Bombeamento da Adutora Sertão Central, que fica às margens da BR-304, próximo a cidade de Itajá, informa a Caern. A ação também afetará o abastecimento nas comunidades de Cachoeira do Sapo e Mulungu.

Após a religação do sistema, são necessárias mais 12 horas para regularizar o abastecimento.

Na quarta-feira (20) é a vez de Alto do Rodrigues, que terá o fornecimento de água suspenso, das 8h às 18h para manutenção conjunto motobomba da Estação de Tratamento de Água ( ETA) da cidade.

A previsão é de normalização do abastecimento em 48 horas após a religação do sistema.

CategoriasRN

Rio dá início à vacinação contra a covid-19 aos pés do Cristo

Início da vacinação contra Covid-19, no Cristo Redentor, a idosa Terezinha da Conceição e a técnica de enfermagem Dulcinéia da Silva Lopes.

Agência Brasil

O estado do Rio de Janeiro deu início oficial à vacinação contra a covid-19, nesta segunda-feira (18), em cerimônia realizada aos pés do monumento do Cristo Redentor.

As primeiras pessoas do estado a receberem a vacina, às 18h22, foram a técnica de enfermagem Dulcinea da Silva Lopes, 59 anos, que trabalha no Hospital Ronaldo Gazola, e a idosa Teresinha da Conceição, 80 anos, moradora do Abrigo Cristo Redentor. As doses foram aplicadas pela enfermeira Adelia Maria dos Santos e pelo primeiro-tenente bombeiro Angelo da Silva.

Após ser vacinada, Dulcinea falou sobre como estava se sentindo. “A emoção, não tem como descrever. Aos pés do Cristo Redentor, onde eu nunca tinha vindo. Todos os profissionais de saúde, não só os que estão na linha de frente, devem ser vacinados. A gente continua forte. Tem que ter garra para poder trabalhar na enfermagem em um momento desses”, disse a enfermeira.

O governador do Rio, Cláudio Castro, o prefeito, Eduardo Paes, e o arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta, estiveram presente na abertura da vacinação na capital fluminense.

O estado do Rio receberá 487.520 doses, direcionadas aos grupos prioritários: trabalhadores da saúde que atendem pacientes de covid-19, idosos em abrigos de longa permanência e indígenas aldeados.

Caberá à cidade do Rio, inicialmente, 231 mil doses da vacina, sendo que 110 mil serão entregues numa primeira remessa. Devido a esse número restrito inicialmente, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu priorizar os profissionais de saúde da linha de frente, que somam 102 mil pessoas, e pessoas acima de 60 anos que vivem em abrigos, representando mais 8 mil pessoas e que serão vacinados nos próprios abrigos e asilos onde vivem.

A previsão da secretaria é de que, assim que a primeira remessa chegar, a vacinação desse grupo prioritário deverá ser concluída em três ou quatro dias. Na quarta-feira (20), feriado do padroeiro da cidade, São Sebastião, as equipes das unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde) vão trabalhar e levar a vacina às instituições de longa permanência cadastradas.

Após SP, Goiás, Piauí e Santa Catarina iniciam vacinação

O avião C-130 (Hércules), da Força Aérea Brasileira (FAB), chega à Brasília com vacinas para combate à  Covid 19

Agência Brasil.

Com a chegada das primeiras doses da vacina CoronaVac, que começaram a ser distribuídas na manhã desta segunda-feira (18) pelo país, os estados de Goiás, Piauí e Santa Catarina iniciaram também já iniciaram imunização. Ao todo, nesta primeira etapa, o Brasil conta com seis milhões de doses do imunizante fabricado pela farmcêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan. 

Goiás

Em Anápolis (GO), cidade a 50 quilômetros de Goiânia, o governador Ronaldo Caiado lançou oficialmente a campanha de vacinação em Goiás, em um evento realizado na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Leblon, por volta das 17h. A escolha da cidade, segundo o governador, foi uma forma de retribuir o gesto solidário da população e da prefeitura da cidade, que recepcionaram os brasileiros que estavam em Wuhan, na China, no início da pandemia, no ano passado. A primeira goiana a receber uma dose da vacina foi a aposentada Maria Conceição da Silva, de 73 anos. Mãe de seis filhos, Conceição da Silva trabalhou como doméstica e gari, ficou cega de um olho, tem problemas de hipertensão e hoje reside no Abrigo dos Velhos Professor Nicéphoro Pereira da Silva, em Anápolis.

De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES/GO), das seis milhões de doses iniciais da Coronavac distribuídas aos estados, Goiás recebeu cerca de 7% do total, de forma proporcional às demais unidades federativas. Ao todo, as 87.172 doses do imunizante serão divididas da seguinte forma no estado: pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos (8.828); pessoas com deficiência que também vivem em unidades de acolhimento (475); população indígena vivendo em terras indígenas (320); e trabalhadores de saúde (77.549).

Piauí

A vacinação dos piauienses contra a covid-19 também teve início no final da tarde desta segunda-feira (18), em solenidade com a presença de autoridades, ocorrida no pátio da Secretaria Estadual de Saúde, em Teresina. O primeira receber a dose foi o médico obstetra Joaquim Vaz Parente, de 75 anos, que atua há 45 anos na da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), com mais de 20 mil partos realizados na carreira.

Em seguida, enfermeira Sheyla Barbosa dos Santos, de 33 anos, que atua na Unidades de Terapia Intensiva de covid-19 do Hospital Natan Portella. Também foram imunizadas, na sequência, a técnica de enfermagem Marta Regina de Sousa Madeira, de 42 anos, funcionária do Hospital Getúlio Vargas; a técnica de enfermagem Modestina Bezerra da Silva, de 60 anos, que atua da UTI covid-19 do Hospital Infantil Lucídio Portella e a enfermeira Ana Maria Brito dos Santos, de 52 anos, que trabalha no Hospital da Polícia Militar.

Incialmente, o Piauí recebeu do Ministério da Saúde 61.160 doses da vacina CoronaVac. A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) esclareceu, em nota, que serão 28.651 mil doses para profissionais da saúde, 10 para pessoas com deficiência institucionalizadas, 460 doses para pessoas com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e 21 para indígenas vivendo em terras demarcadas.

Santa Catarina

O enfermeiro Júlio César Vasconcellos de Azevedo foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a covid-19 em Santa Catarina. Ele recebeu a primeira de duas doses da Coronavac por volta das 17h30 desta segunda-feira (18), no Instituto de Cardiologia em São José, cidade da região metropolitana de Florianópolis. Azevedo tem 55 anos e trabalha há 26 no Hospital Celso Ramos, na capital. Além dele, também foram vacinados João de Jesus Cardoso, idoso de 81 anos, que mora em uma instituição de longa permanência, e a líder indígena Kerexu Yxapyry, da terra indígena Morro dos Cavalos, em Palhoça.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, Santa Catarina recebeu, nesta primeira fase, um total 144.040 doses da Coronavac, que serão usadas para imunizar 68.580 pessoas, com duas doses cada, como preconiza o protocolo para a vacinação.

O primeiro grupo a receber as vacinas em SC é formado por trabalhadores da saúde, a população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência, como asilos e instituições psiquiátricas, e população indígena que vivem em aldeias.

Ontem (17), São Paulo foi o primeiro estado a dar o pontapé na vacinação contra a covid-19, logo após a aprovação de uso emergencial dada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford

.Anvisa decide sobre uso emergencial da Coronavac e da vacina da Oxford

Veja.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou neste domingo, 17, o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19: a do Instituto Butantan e da Fiocruz. Três dos cinco diretores da agência já votaram e, como a decisão é por maioria simples, a aprovação foi definida. Antes do início da votação, três gerências da agência já haviam recomendado a liberação.

Primeira a falar, a relatora dos dois pedidos, Meiruze Freitas, seguiu as áreas técnicas e votou pela aprovação temporária, condicionada à assinatura de um termo de compromisso. Meiruze entendeu que os benefícios dos imunizantes superam os eventuais riscos. Ela ressaltou a importância de os institutos permanecerem em contato com a Anvisa. Logo depois, os diretores Romison Mota e Alex Mota seguiram a relatora.

Base para os votos dos cinco diretores, as três áreas técnicas fizeram suas apresentações. Primeira área a expor suas análises, a Gerência-Geral de Medicamentos avaliou os estudos clínicos e de eficácia e segurança. Recomendou a aprovação da CoronaVac e da vacina de Oxford, condicionada ao monitoramento de incertezas e à reavaliação periódica. Entre as incertezas apontadas, e que devem ser monitoradas, estão a durabilidade da proteção e os efeitos da vacina entre idosos, uma vez que a quantidade de pessoas desse grupo nos testes era pequena. A recomendação pela aprovação ocorreu tendo em vista o cenário de pandemia, o aumento do número de casos e a ausência de alternativas terapêuticas. Em seguida, a Gerência-Geral de Inspeção e Fiscalização, que verificou se os locais de fabricação da vacina têm condições adequadas, e a Gerência de Monitoramento, que investigou depois da vacinação se as pessoas tiveram alguma reação, também recomendaram a aprovação.

A agência tem 50 profissionais envolvidos diretamente nas análises. O evento foi aberto pelo diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. “O momento é de conscientização, união e trabalho. O inimigo é um só. A nossa melhor chance nessa guerra passa, obrigatoriamente, pela mudança de comportamento social, sem a qual, mesmo com as vacinas, a vitória não será alcançada”, disse ele.

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN neste domingo é de 62,3%; pacientes internados são 285

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62,3%, registrada no fim da manhã deste domingo (17). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 285.

Até o momento desta publicação são 90 leitos críticos (UTI) disponíveis e 149 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 136 disponíveis e 153 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Seridó apresenta 71,4% dos leitos críticos ocupados, a região Metropolitana de Natal tem 60,5% e a Região Oeste 61,3%.

Tema da redação do ENEM é “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”

G1.

As redações do Enem são avaliadas de acordo com cinco competências, segundo o Inep. A nota pode chegar a 1.000 pontos, mas há critérios que conferem nota zero, como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito ao exame. Em 2019, o tema foi ‘Democratização do acesso ao cinema no Brasil’.

Comerciante é morto durante assalto a mercadinho na Grande Natal

Comerciante foi morto durante assalto em mercadinho de Nova Parnamirim, em Parnamirim, na Grande Natal.  — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

G1/RN.

Um comerciante idoso foi morto por tiro de arma de fogo durante um assalto que aconteceu na manhã deste domingo (17) no mercadinho dele, localizado na região do conjunto Cidade Verde, em Nova Parnamirim, no município de Parnamirim, região metropolitana de Natal.

O crime aconteceu por volta das 7h na Rua Gastão Mariz de Faria. A vítima foi identificada como Raimundo Rodrigues, de 69 anos.

Um filho do seu Raimundo afirmou que estava no caixa do mercadinho, quando dois jovens chegaram ao local e anunciaram o assalto com arma em punho. O homem não reagiu e entregou o dinheiro que estava no caixa. O pai, entretanto, nos fundos da loja e saiu para tentar reagir.

“O meliante chegou, anunciou o assalto e passei o dinheiro pra ele, sem reagir. Meu pai era muito afobado, aquele senhor mais antigo, e saiu para reagir, ai o bandido disparou. Foi um tiro só”, contou o homem, que preferiu não ser identificado.

Ainda de acordo com a testemunha, logo após o crime, os criminosos fugiram andando normalmente pela rua.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a vítima morreu ainda no local.

Os suspeitos seriam um adolescente e um rapaz de porte mediano, cabelo grande e que vestia uma camisa vermelha e uma bermuda preta. O segundo teria sido o responsável pelo disparo.

A Polícia Militar foi acionada ao local para fazer o isolamento até a chegada da Polícia Civil, responsável pela investigação e do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

Ainda de acordo com a testemunha do crime, a morte do comerciante ocorre quase uma semana após a morte de um conhecido da vítima também em um latrocínio (roubo com resultado de morte) a caminho da Ceasa – Central de Abastecimento do RN. O caso foi do assassinato de Ricardo Marques de Araújo, de 57 anos, que aconteceu na segunda-feira (11).

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Sputnik V/ vacina

Agência Brasil.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) devolveu o pedido de uso emergencial da Sputnik V ao laboratório responsável pela vacina. Segundo a Anvisa, o pedido foi devolvido porque o laboratório não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência. 

De acordo com a Anvisa, apenas vacinas que estejam na Fase 3 de estudos clínicos no Brasil podem solicitar permissão para uso emergencial. Esse não é o caso da Sputnik V, desenvolvida pela Rússia.

A Sputnik já solicitou pedido para que os testes de Fase 3 sejam realizados no Brasil, mas isso ainda não foi aprovado pela Anvisa, já que o laboratório responsável pela vacina não enviou informações que foram solicitadas pela agência.

A autorização para as pesquisas de Fase 3 da Sputnik foi solicitada à Anvisa no dia 31 de dezembro do ano passado. No dia 4 de janeiro deste ano, a agência constatou que faltam documentos e solicitou que o laboratório complemente as informações. A agência informou que aguarda a chegada desses dados.

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford

Agência Brasil.

A vacina de Oxford, desenvolvida pela empresa AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, também teve o uso emergencial recomendado pela área técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Mais cedo, os técnicos tinham recomendado a vacinação emergencial com a CoronaVac.

A recomendação da área técnica será votada pelos diretores da Anvisa. A reunião está prevista para acabar por volta das 15h.

A Anvisa confirmou a eficácia global do imunizante em 70,42%, validando estudo publicado no início de dezembro pela revista científica The Lancet. A eficácia mede a taxa de sucesso na prevenção da covid-19 comparada a quem recebeu placebo (medicamento inócuo).

Assim como no caso da CoronaVac, os técnicos da Anvisa recomendaram o monitoramento de incertezas e a reavaliação periódica da vacina de Oxford. O gerente de Medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, citou duas incertezas que precisarão de acompanhamento: baixo número de idosos testados e diferenças entre o banco de semente de vírus da AstraZeneca e do Instituto Serum, laboratório da Índia.

No momento, técnicos da Anvisa apresentam os dados das análises das condições de produção das vacinas e da segurança dos imunizantes. Após o fim da apresentação da área técnica, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando em seguida.

Mônica Calazans, 54 anos, será a primeira pessoa a se vacinar contra a Covid-19 no Brasil

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto que diz "VACINA Enfermeira negra de UTI de hospital em SP será a primeira pessoa a se vacinar"

Mônica Calazans, 54 anos, será a primeira pessoa a se vacinar contra a Covid-19 no Brasil. A enfermeira que trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, foi escolhida pelo Butantan e será imunizada neste domingo, 17 logo após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da Coronavac. Órgão se reúne neste momento para analisar documentações e dar aval para os imunizantes.⠀

A enfermeira é de grupo de risco, sendo obesa, hipertensa e diabética, além de profissional da saúde. Ela trabalha na UTI há 10 meses, desde maio, quando decidiu se inscrever para vagas de enfermagem durante o auge da pandemia do novo coronavírus.⠀

Via Opovo.

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Reunião extraordinária da Diretoria Colegiada da Anvisa de 17/1/2021

Agência Brasil.

O uso emergencial da CoronaVac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, recebeu o aval da área técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A recomendação está sendo analisada em reunião pelos diretores do órgão, que poderão aprovar ou rejeitar a vacinação em caráter emergencial antes de sair a autorização definitiva.

“A recomendação como área técnica é que, tendo em vista o cenário da pandemia, o aumento do número de casos, a ausência de alternativas terapêuticas, que é uma situação de muita tensão quanto aos insumos, a agência recomenda a aprovação do uso emergencial, condicionada ao monitoramento e acompanhamento próximo das incertezas”, disse o gerente de Medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes.

Na apresentação, o gerente da Anvisa informou que a área técnica confirmou a eficácia da CoronaVac. A taxa de sucesso na prevenção da doença em relação ao grupo que tomou placebo (medicamento inócuo) atingiu 50,39%. Na semana passada, o Butantan tinha divulgado uma eficácia de 50,38%. O índice está acima da eficácia mínima de 50% exigida pela Anvisa e recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Acompanhamento

Segundo a área técnica da Anvisa, apesar da recomendação do uso emergencial, existem incertezas que deverão ser acompanhadas de perto pelo órgão. Os técnicos destacaram a duração da imunização, efeitos em idosos e em grupos específicos e eficácia em pessoas que tiveram a doença. A Anvisa também informou que aguarda as informações sobre os anticorpos gerados na Fase 3 do estudo.

Além da CoronaVac, a diretoria da Anvisa analisa o uso emergencial da vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, com acordo para ser fabricada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois.

Fiocruz zera pendências com Anvisa para obter autorização emergencial da vacina de Oxford

O Globo.

A Fiocruz enviou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) todos os dados para o pedido de autorização emergencial da vacina Oxford/AstraZenica. A informação consta no painel da Agência Nacional de Saúde (Anvisa). Para o Instituto Butantan, faltam 10,94% das informações exigidas.

A Fiocruz fez um acordo com o Instituto Serum, da Índia, para compra de um primeiro lote de dois milhões de doses. No entando, anda não há uma definição de quando essas doses vão chegar ao Brasil. Havia uma previsão de um avião decolar nesta sexta-feira, mas haverá atraso. O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que o avião vai demorar “dois ou três dias” para sair do Brasil.

A Anvisa vai decidir no domingo sobre a autorização emergencial de uso pedida pelas instituições para suas vacinas contra Covid-19. A decisão será tomada em reunião da Diretoria Colegiada do órgão. Na quinta-feira, a Anvisa mandou um ofício cobrando a Fiocruz e o Butantan sobre o repasse de dados. Na ocasião, a agência informou que a não disponibilização de todas as informações poderia interferir no prazo para análise da pesquisa pela agência. Por ora, a data está mantida.

Segundo o portal de acompanhamento, na tarde desta sexta-feira, 49,45% dos dados enviados pela Fiocruz já tiveram analise concluída , enquanto 50,55% estão sob verificação. No caso do Butantan, estão ainda sendo analisados pela Anvisa 44,2% dos documentos, outros 44,86% foram concluídos.

Caso a autorização emergencial de uso seja concedida pela agência, essas vacinas poderão ser aplicadas em grupos específicos de pessoas definidos previamente no estudo enviado pelas desenvolvedoras à Anvisa. A autorização não permite, no entanto, a comercialização dos imunizantes. Para isso, é necessário o registro final da vacina.

Na última quinta-feira, o Butantan afirmou, por meio de nota, que as demandas da Anvisa estão sendo prontamente atendidas” pelo instituto e que as solicitações não interferem no prazo previsto para autorização de uso do imunobiológico. “Os pedidos de novos documentos ou mais informações são absolutamente comuns em processo como esses”, completou o Butantan.

Prefeito de Currais Novos decreta calamidade devido à covid-19 pela 2ª vez

O prefeito de Currais Novos, Odon Júnior (PT), decretou novamente, nesta sexta-feira (15), calamidade e emergência no município devido à covid-19. No momento, o Seridó tem a maior taxa de ocupação de leitos para casos de infecção pelo novo coronavírus no Rio Grande do Norte: 88,6%, de acordo com dados do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais-UFRN).

GTO faz apreensão de drogas e identifica numa residência crime de maus tratos a animais

Em patrulhamento de saturação no bairro do Maracujá, nas proximidades da Rua José Paulino de Medeiros, o GTO da 4 CIPM com apoio do D18 desarticula mais uma boca de fumo e em seguida através de denúncia identifica uma residência onde ocorria crime de maus tratos a animais.

Estudantes podem conferir locais de prova do Enem Digital

Imagem de capa para o Enem 2020.

Repórter da Agência Brasil.

Os estudantes inscritos na versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem conferir os locais de prova. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as informações estão disponíveis no Cartão de Confirmação de Inscrição, que deve ser acessado na Página do Participante.

A versão impressa do Enem está marcado para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021, enquanto a versão digital vai ocorrer nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Essa última modalidade ocorrerá no formato de “aplicação-piloto”, segundo o instituto, e os estudantes usarão computadores nos locais de aplicação para responder a prova e não será possível utilizar equipamento pessoal.

Para acessar a Página do Participante, o inscrito no Enem Digital deve, obrigatoriamente, cadastrar-se no portal do Governo Federal, no endereço eletrônico acesso.gov.br. O login e a senha únicos são necessários para acesso ao Cartão de Confirmação de Inscrição do Enem 2020. O cartão contém as datas e os horários das provas, assim como o número de inscrição de cada participante e a opção de língua estrangeira selecionada.

No Enem Digital, apenas os estudantes concluintes do ensino médio, ou que já terminaram a etapa em anos anteriores e não precisam de recurso de acessibilidade, participarão das provas. Ao todo, 96.086 inscritos participarão desse formato do exame.

O cartão de inscrição contém as datas e os horários das provas, assim como o número de inscrição de cada participante e a opção de língua estrangeira selecionada. O documento também registra a indicação de tratamento pelo nome social, caso essa solicitação tenha sido feita e aprovada. A recomendação do Inep é para que o inscrito leve o cartão nos dias de aplicação das provas.

Em santa Cruz/RN foram confirmados mais 02 óbitos por Covid-19 nesta terça-feira (12)

A Prefeitura de Santa Cruz, através dos setores de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Municipal Aluizio Bezerra, informa o Boletim Epidemiológico para esta terça-feira (12). Nas últimas 24 horas, 44 casos foram confirmados para Covid-19 em Santa Cruz, e foram registrados casos descartados e suspeitos. O Hospital Municipal Aluizio Bezerra tem 10 pacientes internados, sendo 07 deles em leitos clínicos e 03 em leitos de UTI Covid. Foram confirmados mais 02 óbitos por Covid-19. Às famílias, nossos sentimentos de pesar. Mais 25 pacientes estão recuperados da doença. Reforçamos a importância do isolamento social, quando for possível, e as medidas de distanciamento social necessárias para o controle do Coronavírus em Santa Cruz.