Nas ultimas 24 horas não foram registrados casos confirmados nem descartados em Lajes Pintadas, RN

Secretaria Municipal de Saúde, através do Setor de Epidemiologia, informa que nas ultimas 24 horas, foi registrado 01 caso suspeito para Covid-19, paciente encontra-se em isolamento domiciliar e em monitoramento pela Equipe da Estratégia de Saúde da Família. Não foram registrado caso confirmado nem descartado.

Nas últimas 24 horas, não foram registrados casos confirmados em Santa Cruz, RN

A Prefeitura de Santa Cruz, através dos setores de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Municipal Aluizio Bezerra, informa o Boletim Epidemiológico para este domingo (02). Nas últimas 24 horas, não foram registrados casos confirmados em Santa Cruz, apenas mais casos suspeitos. O Hospital Municipal Aluizio Bezerra tem 04 pacientes internados em leitos clínicos e 02 pacientes receberam alta hospitalar para concluir tratamento em casa. Reforçamos a importância do isolamento social, quando for possível, e as medidas de distanciament

Boletim Epidemiológico de Campo Redondo é atualizado, mais seis casos são confirmados

Mais seis casos são confirmados em Campo Redondo, quatro do sexo masculino e dois do sexo feminino, sendo cinco residentes na zona urbana e um na zona rural. Todos estão em tratamento domiciliar, sendo acompanhados pelas equipes de saúde de suas respectivas áreas.

A equipe epidemiológica informa que existe um óbito em investigação, ocorrido na noite de sábado (1º), no Hospital Municipal.

Sobre a crescente demanda no número de notificações, isso tem ocorrido devido à implantação do Centro de Enfrentamento à Covid – 19, que funciona de segunda a sábado e conta com atendimento exclusivo de médico, enfermeiros, além de técnicos em enfermagem.

Confira os números do Boletim Epidemiológico sobre o Coronavírus (Covid-19) deste domingo (02) em Jaçanã/RN

Portanto temos:
Bairro São José: 91
Bairro Novo Horizonte: 13
Bairro Centro: 83
Conjunto Flores: 11
Conjunto Flores II: 05
Sítio Flores: 09
Sítio São Domingos: 01
Sítio Serra da Lagoa: 01
Sítio Boca da Mata: 03
TOTAL: 217 CASOS

Covid-19: Brasil tem 2,733 milhões de contaminados e 94,1 mil mortos

Teste 'drive-thru' para coronavírus

Agência Brasil.

Mais 541 pessoas morreram por causa da covid-19 no Brasil, conforme registros oficiais neste domingo (2). Com isso, o total de mortos chega a 94.104 desde março – 45 casos a cada 100 mil habitantes. As informações são do Ministério da Saúde e estão disponíveis na internet.

De acordo com a atualização dos dados deste domingo (2), 25,8 mil pessoas foram infectadas pelo vírus desde ontem. O balanço totaliza 2,733 milhões de casos de contaminação pelo novo coronavírus – 1.301 casos a cada grupo de 100 mil habitantes. Segundo o ministério, 1,883 milhões de pessoas recuperaram a saúde depois da infecção.

A Região Sudeste registra um total de 942.948 casos de infecção por covid-19, seguida pela Região Nordeste com 878,1 mil casos. No Norte do país, somam 414.492 casos. No Centro-Oeste, 259.509 casos. E no Sul, 238.627 infectados.

O Estado de São Paulo, o mais populoso e com maior número de contaminações, registra hoje mais 6.397 casos, somando 558.685 casos desde o início da pandemia – 1.217 casos acumulados em 100 mil habitantes. Nesse período, totalizam 23.317 mortes no estado – 81 novos falecimentos registradas neste domingo por causa da pandemia – 51 óbitos a cada grupo de 100 mil habitantes.

Covid-19: OMS prevê que pandemia durará muito tempo

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom

Agência Brasil.

O Comitê de Emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que a pandemia da covid-19 irá durar muito tempo e, por isso, é necessário continuar os esforços para a sua contenção em todo o mundo. Segundo dados oficiais da OMS, a doença já provocou 675.060 mortos e infectou quase 17,4 milhões de pessoas em todo o mundo.

O grupo de cientistas, que se reuniu por videoconferência, avaliou a evolução da pandemia de covid-19, tendo em conta toda a informação científica que surgiu sobre o novo coronavírus nos últimos três meses, data da última reunião.O Comité de Emergência da OMS é composto por 18 cientistas de vários países.

“A pandemia é uma crise sanitária que ocorre uma vez em cada século e os seus efeitos serão sentidos nas décadas seguintes”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ao Comité, segundo um comunicado da organização.

O responsável fez também um balanço do que tem acontecido, salientando que “muitos países que pensavam que o pior já tinha passado estão agora enfrentando novos surtos, outros que tinham sido menos afetados estão com aumentos de casos e  de óbitos, enquanto países que tiveram grandes surtos conseguiram controlá-los”.

Recomendações

Entre as principais recomendações que o Comitê de Emergência dirigiu à OMS está a necessidade de continuar a apoiar os países com serviços médicos mais frágeis, bem como a necessidade de continuar a impulsionar as investigações em curso para se encontrar um ou mais tratamentos e vacinas para a covid-19. O objetivo é que, quando existir uma vacina, os países com menos recursos não fiquem de fora por incapacidade de as comprar.Ou seja, defendeu o Comitê,  afirmando que a distribuição de vacinas deve ser a mais equitativa possível.

Atualmente três potenciais vacinas (dos Estados Unidos, da Inglaterra e China) estão na fase três dos ensaios clínicos, para testar a sua segurança e eficácia.

A OMS referiu a este propósito que poderá ser possível que uma vacina esteja pronta para comercialização “na primeira metade de 2021”.

Relativamente às viagens, o Comite indicou que os países devem tomar medidas proporcionais e aconselhar os cidadãos em função dos riscos, avaliando as suas informações de forma regular.

Por outro lado, recomendou que os serviços de saúde sejam reforçados para permitir a identificação de novos casos e o rastreio de contatos.

BOA NOTÍCIA: Município de Senador Eloi de Souza zera os casos de covid-19

O município de Senador Eloi de Souza zerou os casos de covid-19, de acordo com o boletim desta quinta-feira, dia 30 de julho. A cidade tem apenas 3 (três) casos suspeitos. O índice reflete as ações realizadas pela gestão municipal no combate à pandemia.

Nesta semana, Senador Eloi de Souza também se destacou como município com menor índice de transmissão da covid-19 no RN.

Apesar de ter zerado o índice, as ações realizadas pela Prefeitura Municipal e o cuidado com a população vão permanecer, e serão intensificados, para que Senador Eloi de Souza permaneça livre do coronavírus. A Gestão Municipal pede que a população também continue fazendo sua parte, garantindo assim que os bons índices possam permanecer.

Vacina da Johnson & Johnson oferece proteção robusta contra o coronavírus com apenas 1 dose

Veja.

Estudo publicado na renomada revista científica Nature nesta quinta-feira, 30, mostrou que uma dose da vacina desenvolvida pela gigante americana Johnson & Johnson provoca forte resposta imune, capaz de proteger primatas contra infecções subsequentes do SARS-CoV-2, nome oficial do novo coronavírus.

De acordo com os resultados, a vacina, baseada em vetor de adenovírus sorotipo 26 (Ad26), provocou uma resposta imunológica robusta, demonstrada por anticorpos neutralizantes, impedindo infecções subsequentes e fornecendo proteção completa ou quase completa aos pulmões de primatas não humanos.

“Os dados pré-clínicos, gerados em colaboração com a equipe da Johnson & Johnson, destacam o potencial desta candidata à vacina contra o SARS-CoV-2. Além disso, os dados do estudo também sugerem que os níveis de anticorpos poderiam funcionar como um potencial biomarcador para a proteção mediada por vacina”, disse Dan Barouch, diretor do Centro de Virologia e Pesquisa de Vacinas do BIDMC e do Instituto Ragon, instituições ligadas à Universidade Harvard, que conduziu o estudo em conjunto com a Janssen, farmacêutica da Johnson & Johnson.

Os testes clínicos fase 1/2a em humanos já estão em andamento nos Estados Unidos e na Bélgica. Essa etapa busca avaliar segurança, reatogenicidade (reações esperadas à vacinação, como edema ou dor) e imunogenicidade da vacina em mais de 1.000 adultos saudáveis de 18 a 55 anos, bem como adultos de 65 anos de idade ou mais. A previsão da empresa é ampliar o estudo de fase 1 para o Japão e a fase 2a para Holanda, Espanha e Alemanha.

A fase 3, que avalia a eficácia do imunizante, têm início previsto para setembro. De acordo com a Johnson & Johnson, os estudos avaliarão a resposta à aplicação de uma e de duas doses da vacina

“Estamos animados ao ver esses dados pré-clínicos, pois mostram que a nossa candidata à vacina gerou uma forte resposta de anticorpos e ofereceu proteção com uma única dose. As descobertas nos dão confiança enquanto progredimos em nosso desenvolvimento da vacina e na ampliação da escala de fabricação em paralelo. Com isso, iniciamos o estudo de Fase 1/2a em julho com a intenção de realizar o estudo Fase 3 em setembro”, afirmou Paul Stoffels, vice-presidente e diretor científico da Johnson & Johnson.

Estudo em primatas

Os pesquisadores imunizaram os primatas com um painel de protótipos de vacinas e depois os expuseram ao novo coronavírus. Os resultados mostraram que, dos sete protótipos de vacina testados, a Ad26.COV2.S, nome do imunizante desenvolvido pela Johnson & Johnson, provocou os níveis mais elevados de anticorpos neutralizantes contra o SARS-CoV-2.

Esse nível de anticorpos correlacionou-se com o nível de proteção. Os seis primatas que receberam a vacina não apresentaram vírus detectável no trato respiratório inferior após exposição ao coronavírus e apenas um deles apresentou níveis baixos do vírus em um teste nasal, em um único momento.

“À medida que combatemos coletivamente esta pandemia, permanecemos profundamente comprometidos com nosso objetivo de fornecer uma vacina segura e eficaz ao mundo. Nossos resultados pré-clínicos nos fornecem uma razão para otimismo, enquanto iniciamos nossos primeiros estudos clínicos em humanos.”, afirmou Mathai Mammen, chefe global da Janssen Research & Development, da Johnson & Johnson.

A Johnson & Johnson se comprometeu em fornecer mais de um bilhão de doses da vacina globalmente até meados de 2021, contanto que ela seja segura e eficaz. Para isso, continua aumentando a sua capacidade de fabricação e está em discussões com parceiros globais para garantir o acesso mundial.

Prefeitura de Currais Novos adota protocolo de uso de medicamentos contra a covid-19: ivermectina, azitromicina e cloroquina

A prefeitura de Currais Novos anunciou nesta quinta-feira (30) que passou a seguir a recomendação 04/2020 CREMERN sobre o uso de medicamentos no tratamento da Covid-19 em sua fase inicial. A decisão foi tomada após discussões por vídeo conferência entre equipe técnica de saúde da secretaria com os coordenadores e médicos da rede municipal de saúde.

Desta forma, o município passará a distribuir ivermectina, cloroquina e azitromicina, além de outros medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde e na Farmácia Básica do Município aos pacientes que tenham receitas médicas obtidas tanto na rede municipal de saúde, como na rede privada, além de termo de consentimento.

“O médico tem a opção de prescrever tais medicamentos, se julgar necessário, com a devida autorização do paciente”, afirmou Alana Moraes, Secretária Municipal de Saúde.

“A Secretaria Municipal de Saúde adotou a recomendação 04/2020 do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (CREMERN) que faculta ao profissional médico da rede municipal e privada a prescrição desses medicamentos no tratamento da Covid-19 na fase inicial da doença, depois de ampla discussão por videoconferência nas últimas semanas com a equipe técnica da secretaria, sobre a recomendação do CREMERN”, disse Alana.

Brasil registra 1.824.095 casos de pessoas curadas da covid-19

O Ministério da Saúde registrou nesta quarta-feira (30/7) mais 36.676 pacientes curados da covid-19, totalizando 1.824.095 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil.

No mundo todo, estima-se que cerca de 15,7 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram.

O número de pessoas curadas no Brasil é superior ao dobro da quantidade de casos ativos (694.744), que são pacientes que estão em acompanhamento médico.

O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (69,9%).

Covid-19: Brasil chega a 2,6 milhões de casos e 91,2 mil mortes

Boletim epidemiológico covid-19

Agência Brasil.

O Brasil chegou a 2.610.102 casos acumulados de covid-19. Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 57.837 pessoas infectadas. Ontem (29), o sistema trazia 2.552.265 casos desde o início da pandemia. Os dados são da atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada no início da noite desta quinta-feira (30).

Também conforme o balanço do órgão, foram 91.263 vidas perdidas desde o início da pandemia. O painel recebeu 1.129 novos registros nas últimas 24 horas. Ainda há 3.591 óbitos em investigação. Ontem, o sistema marcava 90.134 falecimentos em função da doença.

Ainda de acordo com a atualização diária do Ministério da Saúde, há 694.744 pacientes em acompanhamento. Outras 1.824.095 pessoas já se recuperaram da covid-19.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3.5%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 43,4. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 1.242.

Brasil registra 90.134 mortos e 2,5 milhões de infectados por covid-19

Boletim epidemiológico covid-19

Agência Brasil.

Conforme o Boletim Epidemiológico da covid-19, divulgado hoje (29) pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 90.134 mortos pela doença desde o início da pandemia. A soma das pessoas infectadas desde o início da contagem atingiu 2.552.265. Nas últimas 24 horas, foram 69.074 novas notificações incorporadas no sistema do Ministério da Saúde. Ontem o total era de 2.483.191.

Há 675.712 pacientes em acompanhamento e 1.787.419 pessoas já se recuperaram da covid-19.

Foram 1.595 novos registros de mortes nas últimas 24 horas. O alto número se deveu à inclusão dos dados de São Paulo de ontem. No balanço divulgado pelo Ministério da Saúde ontem, o painel marcava 88.539 falecimentos.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes por covid-19 são: São Paulo (21.676), Rio de Janeiro (13.033), Ceará (7.643), Pernambuco (6.484) e Pará (5.694). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são Mato Grosso do Sul (328), Tocantins (364), Roraima (493), Acre (510) e Amapá (449).

Prefeitura de Santa Cruz e Hospital Municipal Aluizio Bezerra informa o Boletim Epidemiológico para esta quarta-feira (29)

A Prefeitura de Santa Cruz, através dos setores de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Municipal Aluizio Bezerra, informa o Boletim Epidemiológico para esta quarta-feira (29). Nas últimas 24 horas, 06 novos casos foram confirmados em Santa Cruz, mais 20 pacientes estão recuperados, além de mais casos suspeitos e descartados. O Hospital Municipal Aluizio Bezerra tem 03 pacientes internados em leitos clínicos. Reforçamos a importância do isolamento social, quando for possível, e as medidas de distanciamento social necessárias para o controle do Coronavírus em Santa Cruz.

Confira os números do Boletim Epidemiológico sobre o Coronavírus (Covid-19) desta terça-feira (28) em Jaçanã/RN

Portanto temos:

Bairro São José: 89
Bairro Novo Horizonte: 13
Bairro Centro: 83
Conjunto Flores: 11
Conjunto Flores II: 05
Sítio Flores: 09
Sítio São Domingos: 01
Sítio Serra da Lagoa: 01
Sítio Boca da Mata: 03

TOTAL: 215 CASOS