Cícero Lucena é eleito prefeito em João Pessoa/PB


TSE - Tribunal Superior Eleitoral
Urna eletrônica

O candidato Cícero Lucena (PP) venceu o segundo turno das eleições em João Pessoa (PB). Lucena teve 53,16% dos votos. Nilvan Ferreira (MDB) teve 46,84% dos votos válidos.

Já foram apuradas 100% das urnas.

Lula pede votos contra PT na campanha em João Pessoa/PB

Lauro Jardim – O Globo

Mesmo com o número do PT nas urnas de João Pessoa, decidiu gravar um pedido de votos para Ricardo Coutinho.

— No dia 15, vamos votar em Ricardo Coutinho para gente recuperar o prazer de fazer política e (…) devolver a dignidade e grandeza a João Pessoa — diz o ex-presidente, acrescentando que Coutinho foi o melhor prefeito da capital da Paraíba.

Acusado pelo Ministério Público de chefiar uma organização criminosa, Coutinho chegou a ser preso pela Operação Calvário.

O PT tem candidato em João Pessoa: Anísio Maia. A direção nacional tentou retirar o nome dele em favor de Coutinho, mas a Justiça Eleitoral impediu.

Coutinho teve de tirar do ar a propaganda com Lula depois de uma decisão da Justiça Eleitoral. Um candidato entrou com o pedido alegando que o ex-presidente tomou mais de 25% do tempo da peça, o que é proibido pelas regras eleitorais.

Treze é campeão paraibano após nove anos de jejum

Treze, camepão 2020 campeonato paraibano

Agência Brasil.

Após nove anos de espera, o Treze Futebol Clube finalmente conquistou, neste sábado (15), o Campeonato Paraibano. Mesmo perdendo por 1 a 0 para o Campinense, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Como havia vencido a partida de ida por 2 a 0, o Galo garantiu o 16º título estadual em sua história.

Apesar de ter a vantagem, o Treze começou o jogo partindo pra cima. O Galo acertou o travessão adversário logo aos 3 minutos do primeiro tempo, em finalização de Douglas Lima. O goleiro Wellington ainda desviou antes de a bola explodir na trave. Aos 10 minutos, Wellington teve que trabalhar novamente em chute de Vinícius Barba. No rebote, Frontini marcou o gol, mas o camisa 9 estava em posição irregular, e o juiz invalidou a jogada. O goleiro do Campinense apareceu novamente aos 17 minutos, quando salvou com os pés novo arremate de Frontini.

O Campinense só foi assustar aos 35 minutos. Alex Travassos cruzou e Calixto não chegou. A bola sobrou para Fábio Júnior que, na pequena área, chutou por cima do gol. A Raposa melhorou e teve outra chance, aos 39 minutos. Fábio Júnior recebeu passe de Bismarck, mas finalizou mal. Mesmo com a pressão do Campinense, foi o Treze que teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. Aos 44 minutos, Léo Pereira cruzou na área para o chute de Tales. O goleiro Wellington Lima salvou com uma bela defesa. No rebote, a bola sobrou para Alexandre Santana, livre, concluir na rede pelo lado de fora.

O Treze voltou para o segundo tempo com o regulamento debaixo do braço. Recuado, o Galo deu espaços para o Campinense atacar. A Raposa marcou o gol da vitória aos 20 minutos. Rafael Ibiapino cruzou e Léo Pereira falhou. Juliano aproveitou a chance e, dentro da pequena área, chutou forte para abrir o placar.

O gol animou o Campinense que foi com tudo para o ataque. Apesar das chances criadas, a Raposa parou nas defesas milagrosas do goleiro Jeferson. No último lance do jogo, Reinaldo Alagoano, que entrou no segundo tempo, cabeceou tirando tinta do travessão. No fim, mesmo com a derrota, o Treze comemorou o título do Campeonato Paraibano.

Times:

Treze: Jeferson, Léo Pereira, Breno Calixto, Nilson Júnior e Gilmar; Robson, Vinícius Barba (Alisson Cassiano) e Alexandre Santana (Bruno Mota); Tales (Edson Carioca), Douglas Lima (Gustavo) e Frontini (Ermínio). Técnico: Moacir Júnior

Campinense: Wellington Lima, Alex Travassos (Matheus Silva), Alex Maranhão, Breno e Matheus Camargo. Elielton, Juliano, Caio Breno (Allefe)e Bismarck (Pedro Maycon). Rafael Ibiapino e Fábio Júnior (Reinaldo Alagoano). Técnico: Hélio Cabral.

Pesquisadores da Paraíba desenvolvem máscara que mata o coronavírus

Máscara cirúrgica tipo 1 produzida com quitosana tem propriedade virucida

Pesquisadores do Laboratório de Avaliação e Desenvolvimento de Biomateriais do Nordeste (Certbio), da Universidade Federal de Campina Grande, desenvolveram uma máscara cirúrgica biodegradável, com material capaz de reter o vírus da covid-19 (SARS-CoV-2) e matá-lo. A máscara é descartável mas tem durabilidade segura de até 24 horas seguidas de uso.

O projeto “Proteção no Combate à Covid-19: Inovação no desenvolvimento de Máscara Cirúrgica” foi uma das 18 propostas selecionadas no edital lançado por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba, no início da crise de saúde causada pela epidemia do coronavírus na Paraíba. Foi uma iniciativa emergencial do Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, com o objetivo de apoiar a pesquisa científica e encontrar soluções para o problema. Os recursos totais para os projetos são exclusivamente do governo estadual e ganharam um aporte da Assembleia Legislativa da Paraíba. Somam R$ 2 milhões.

Na experiência desenvolvida no Certbio foi aplicado um elemento chamado quitosana no material da máscara, um biomaterial que atua como bactericida, fungicida e agora os pesquisadores comprovaram que é um virucida. O custo final desse elemento em cada unidade não passa de R$ 0,10. Está escrito corretamente: dez centavos.

A quitosana é obtida de exoesqueletos (esqueleto externo) de crustáceos, insetos ou fungos. A matéria prima usada pelo Certbio é o camarão, facilmente encontrado na costa nordestina; além disso, a Paraíba tem a maior usina de beneficiamento de camarão do Nordeste. É um elemento com potencial para o desenvolvimento econômico da a região.

Ao contrário de outros materiais comumente usados em máscaras cirúrgicas, a quitosana é biodegradável. “Ao invés de ‘brigarmos’ com a natureza, estamos nos aliando à ela e oferecendo defesa à sociedade a partir da própria natureza”, afirma o coordenador da pesquisa, professor Dr. Marcus Vinícius Lia Fook.

“Nos últimos 4 meses nós produzimos mais quitosana aqui no laboratório do que em dez anos! O ambiente ficou imunizado. Como somos da área da saúde, a equipe desse projeto, com sete integrantes, trabalha no laboratório nesses quatro meses de isolamento social sem que nenhum de nós tenha sido infectado até o momento. Nós somos o exemplo do que estamos dizendo: a quitosana tem propriedade virucida”, garante Marcus Vinícius.

O cientista deixa claro que a quitosana não trata a covid-19. Ela auxilia porque não permite que o vírus passe por ela. É um bloqueio químico. A máscara, por si só, é um bloqueio físico. Com a quitosana, ganha um reforço químico.

Sem a quitosana, o vírus bate na barreira física e retorna vivo para o ambiente. Se ele encontrar onde se fixar e tiver condições de sobreviver ali, poderá infectar alguém desavisado. Com a quitosana é diferente. Se o vírus passar perto da quitosana ele será atraído a ela e não encontrará condições de sobreviver. Morre. É exterminado. Em resumo: a quitosana tem a capacidade de capturar o vírus e não dá a ele ambiente propício para permanecer ativo.

O único ambiente de beneficiamento de casca de camarão para a produção de quitosana “grau médico” – que tem uso médico, com condições de pureza e controle de fabricação – é em Campina Grande, no Certbio. E a maior planta para produzir quitosana sem ser grau médico é no Ceará.

Além das máscaras, o Certbio desenvolveu também uma quitosana em gel que, diferente do álcool em gel, também é virucida. Higieniza as mãos com uma ação mais prolongada sem os aspectos negativos do álcool em gel, que resseca as mãos. Pelo contrário, ele não só protege como rejuvenesce as mãos. Do ponto de vista da pesquisa, o produto está pronto e em breve deverá ser distribuído para os hospitais da Paraíba.

A população terá acesso a essa tecnologia indiretamente. Segundo Marcus Vinícius, uma empresa da Paraíba está interessada em aplicar essa tecnologia em leitos hospitalares, nas roupas de cama, nos utensílios e aparelhos, o que dará uma proteção adicional. Da mesma forma, a empresa está interessada na produção das máscaras para distribuição hospitalar, não só na Paraíba, mas em outros estados.

PB: Deputado Genival Matias tem mal súbito e morre durante passeio de jet ski

Portal T5 Paraíba.

Morreu na tarde deste domingo (19), o deputado estadual Genival Matias (Avante), aos 53 anos, durante um passeio de Jet Ski, em Pernambuco. O político era presidente do partido em que era filiado e vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

Em nota, a ALPB disse que o deputado sofreu um mal súbito.

Genival Matias tornou-se deputado estadual em 2010, pelo Partido Trabalhista do Brasil (PTB). Foi reeleito em 2014 e chegou ao terceiro mandato na Casa. Empresário do ramo da mineração e da construção civil, herdou a política de seu pai, o juiz federal Genival Matias, que foi vice-prefeito de Juazeirinho, no Seridó paraibano.

O presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino (PSB), disse que “está extremamente consternado com falecimento prematuro de Genival, um irmão que a vida pública lhe deu. Galdino também prestou solidariedade aos familiares e amigos”.

CategoriasPB

PB: Prefeitura de Araruna confirma na manhã deste domingo (14) o primeiro óbito por coronavírus na cidade

Araruna On Line.

A Prefeitura de Araruna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde confirmou na manhã deste domingo (14), o primeiro óbito por coronavírus na cidade. O paciente do sexo feminino era hipertensa e obesa.

Trata-se de uma paciente de 38 anos, residente no Sítio Mata Velha, Ela deu entrada na Unidade Básica de Saúde na quarta-feira (10/06), com os sintomas da doença, foi consultada pela médica da Unidade e orientada a ficar em isolamento domiciliar, e que, em caso de piora, procurasse o Pronto Atendimento Municipal. Já na quinta-feira, a paciente apresentou complicações no quadro clínico e foi para o PA, onde foi atendida pelo médico de plantão Dr. Evandro, a mesma foi regulada e transferida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Guarabira (tendo resultado positivo para o Covid-19. Ela morreu na manhã deste domingo, 14.

O prefeito Vital Costa lamentou a morte da moradora. “Ararunenses, esta é uma notícia que jamais gostaríamos de dar. Infelizmente, porém, acabamos de receber a confirmação da primeira morte por Covid-19 em nossa cidade. A paciente tinha 38 anos, com comorbidades, internada na UPA de Guarabira. Lamentavelmente entramos para as estatísticas tristes dessa doença. Aos familiares e amigos enlutados, os sinceros sentimentos de toda a Prefeitura de Araruna. Estamos unidos a vocês em oração”.

O prefeito ressaltou ainda a importância das medidas de prevenção. “Este primeiro óbito nos faz lembrar o quão importante são as medidas de prevenção. Sempre que possível, permaneçam em casa. Ao sair, usem a máscara. Lavem bem as mãos, usem álcool em gel e mantenham distância das pessoas. Não é o momento para recebermos amigos, fazermos festa ou visitarmos ponto turístico. É hora de lidarmos com o essencial, fazer somente aquilo que é estritamente necessário para mantermos uma rotina normal, dentro do possível”, disse.

Paraíba: Morre prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano

Click PB.

Morreu neste domingo (14), o prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da sua filha, Camila Toscano.

Zenóbio estava internado desde o dia 6 de junho e se recuperava bem da Covid-19, mas no último sábado (13) sofreu um novo Acidente Vascular Cerebral (AVC), desta vez hemorrágico, o que agravou o quadro de saúde o levando a morte. Ele foi internado às pressas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Unimed.

A família não deu informações sobre o velório e enterro do prefeito.

Zenóbio Toscano nasceu em 4 de setembro, no município de Ingá, na Paraíba. Era formado em engenharia e casado com a ex-deputada estadual Léa Toscano com quem teve quatro filhos.

Na política, Zenóbio começou a vida pública sendo prefeito da cidade de Guarabira. Em 15 de novembro de 1982 foi eleito com 50,44% dos votos válidos, na disputa ao lado de Jáder Pimentel – PDS (49,09%) e Ademir Leal – PT (0,47%). Em 1990 concorre pela primeira vez a deputado estadual na Paraíba pelo PMDB, conseguindo a expressiva votação de 14.936 votos, sendo o oitavo mais votado do pleito.

Em 03 de outubro de 1994 é eleito mais uma vez deputado estadual com a votação de 34.837 sendo o deputado mais votado do estado. Em 4 de outubro de 1998 Zenóbio conquista mais uma vez uma vaga na Assembléia Legislativa do Estado. Em 2001, deixa o PMDB e filia-se ao PSDB. Em outubro de 2002 é eleito para seu quarto mandato como deputado estadual na Paraíba. Em 2006 é novamente o mais votado do Estado, para deputado, com a votação de 38.265 votos. Foi a última vez que Zenóbio disputou o cargo de deputado estadual.

Em de outubro de 2012 foi eleito prefeito de Guarabira para o mandato de 2013 – 2016 eleito com 16 mil votos. Em 2016 foi reeleito prefeito de Guarabira para o mandato de 2017-2020 com 15.609 votos, tendo que se afastar das funções após sofrer um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI).

Confira a nota

Com muita dor e tristeza, comunicamos o falecimento de Zenóbio Toscano, ocorrido neste domingo (14), em João Pessoa. Ele era marido amoroso, pai dedicado, avô afetuoso e exemplo de homem público, que muito colaborou para o desenvolvimento da nossa Paraíba. Zenóbio estava internado desde o dia 6 de junho e se recuperava bem da Covid-19, mas no último sábado (13) sofreu um novo Acidente Vascular Cerebral (AVC), desta vez hemorrágico, o que agravou o quadro de saúde o levando a morte. Neste momento de dor, nos orgulha dizer que Zenóbio deixa um legado por todo o trabalho que desenvolveu para que nosso Estado tivesse dias melhores, com mais igualdade. Tudo isso sem descuidar da família e sem deixar de dar atenção aos amigos. Queremos agradecer a todos os amigos pelas orações e o apoio dado a nossa família durante todo o tempo em que Zenóbio Toscano esteve doente. Não Temos palavras para agradecer tamanho carinho por ele e por todos nós da família. Este é um momento de muita tristeza para todos nós, pois perdemos uma pessoa querida, que amamos e que nos serve de inspiração todos os dias.

CategoriasPB

Ex-governador da Paraíba Wilson Braga morre aos 88 anos por Covid-19, em João Pessoa

Wilson Braga morre aos 88 anos — Foto: Reprodução/Facebook/Wilso Braga

G1/PB.

Morreu por Covid-19 no fim da noite deste domingo (17) o ex-governador da Paraíba Wilson Braga, em João Pessoa. Ele tinha 88 anos e estava internado em um hospital particular da cidade desde o dia 1º de maio. O exame para o coronavírus saiu um dia depois da confirmação que a esposa dele, a ex-deputada federal Lúcia Braga, também havia morrido com Covid-19. Wilson Braga foi casado com Lúcia e teve três filhos.

Devido a morte ter sido causada por Covid-19, não houve velório. Apenas a família teve acesso ao cemitério, onde o enterro acontece por volta das 7h50. Às 7h30 o corpo saiu do hospital para um cemitério particular, no bairro do José Américo. Amigos e familiares seguiram em carreata até o local.

Profissionais da construção civil fazem protesto contra novo decreto do Governo da Paraíba

G1.

Profissionais da construção civil iniciaram um protesto na manhã desta segunda-feira (18) contra o novo decreto do governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), para prevenção da Covid-19, que entre outras medidas, estabelece a paralisação das atividades da construção civil pelo menos entre os dias 20 e 31 de maio. O movimento não tem ligação direta com o Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon-JP).

O G1 solicitou um posicionamento do Governo da Paraíba via assessoria de comunicação do Estado e do governador, mas não houve retorno até o fechamento desta matéria. A Prefeitura de João Pessoa disse que não vai se pronunciar porque o protesto foi contra o decreto do governador.

O ato contraria as recomendações das autoridades da área de saúde no Brasil e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que pedem para que as pessoas fiquem em casa como prevenção ao avanço do novo coronavírus, além do decreto estadual que proíbe aglomerações e carreatas na Paraíba.

Vários caminhões caçamba e carros particulares participaram do protesto. Primeiro, os veículos seguiram até a Granja Santana, residência oficial do governador. Com o acesso bloqueado, os profissionais retornaram seguindo em direção à residência do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV).

De acordo com o engenheiro civil e empresário Rafael Rabelo, que esteve na manifestação, o protesto era em defesa dos clientes, dos colaboradores e dos fornecedores, “entendendo que a construção civil é uma parte importante da cadeia produtiva do país e do estado”, disse.

De acordo com José William, presidente do Sinduscon-JP, o sindicato está, desde sábado, quando o decreto foi assinado, tentando dialogar com o Governo do Estado, “principalmente, mostrando e demonstrando a importância do segmento, os cuidados que temos tomado”, declarou.

As atividades da área foram paralisadas no início da pandemia, entre os dias 23 de março e 31 de março, após uma reunião que aconteceu junto com o Sinduscon e com o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil, Pesada, Montagem e Mobiliários (​Sintricon).

“Fizemos isso espontaneamente. Sugerimos aos associados e à construção civil em geral que os canteiros de obras parassem por dez dias, substituindo por feriados futuros, para não prejudicar os colaboradores por perda de salário e também não punisse as empresas naquele momento”, declarou José William.

Entre outras medidas recomendadas pelo Sinduscon para os profissionais da construção civil, principalmente os que trabalham em canteiros de obras, esteve o aumento no número de lavatórios, aumento nas distâncias nos refeitórios, distâncias maiores nos dormitórios, além de orientações sobre higienização e prevenção não apenas no trajeto até o trabalho, mas também nas residências.

“Pedimos que [as autoridades do estado] examinem o decreto para que sejam revistas determinadas decisões. O Sinduscon não está alinhado com o protesto, mas vem tentando dialogar com as autoridades do estado mostrando que a melhor forma de resolver é dialogando”, declarou o presidente.

CategoriasPB

PB: Araruna Moto Fest 2020 é cancelado por prevenção ao COVID-19

Em razão do surto do novo coronavírus (COVID-19), a Prefeitura de Araruna informa o cancelamento da edição 2020 do encontro de motociclistas (Araruna Moto Fest), que aconteceria de 05 a 07 de junho.

Inserido no Calendário Oficial de Eventos do Estado da Paraíba, o Araruna Moto Fest, evento idealizado pelo vice-prefeito, Iran Motos foi realizado pela primeira vez em 2011. A partir da 6ª edição, em 2017, o evento passou a ser organizado e patrocinado pela Prefeitura de Araruna com apoio dos motoclubes da cidade. O encontro costuma reunir motociclistas de diversos locais do Brasil e tem como finalidade incentivar o turismo e divulgar as riquezas culturais do município.

O prefeito Vital Costa ressaltou a importância do evento para o turismo e geração de renda no município. “Este evento é de parceria entre a Prefeitura, os motoclubes e o Comércio”, disse Vital, lembrando que o que faz o Motofest ser um grande evento é a “boa receptividade do ararunenses”. Para o gestor, o Moto Fest é um evento que contribui na divulgação de Araruna como destino turístico, injeta recursos financeiros na economia local, além de ser uma excelente opção de entretenimento para todos. “Sabemos da importância do evento para o nosso município, más neste momento, precisamos ter prudência no enfrentamento da pandemia e salvar vidas”, declarou o prefeito.

Casos de coronavírus passam de 4 mil na PB e mortes chegam a 183

Coronavírus

Portal Correio.

A Paraíba registrou neste sábado (16) 4.063 casos de coronavírus, 324 confirmações a mais em 24 horas. Mais 13 mortes foram registradas em um dia, totalizando 183 em todo o estado. Entre as vítimas, está uma criança de 5 anos, sem registros de comorbidade. Mais de 1 mil pessoas se recuperaram da Covid-19, doença provocada pelo novo vírus.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

Confirmados: 4.063 (eram: 3.739)
Descartados: 4.739 (eram: 4.480)
Cidades atingidas: 135 (eram: 128)

Dentre os casos confirmados:

Recuperados: 1.087 (eram: 1.069)
Mortos: 183 (eram: 170)
Internados: 366 (eram 312)
Em casa: 2.427 (eram: 2.188)

Dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos ativados em todo o estado, 62% estão ocupados. Conforme a Secretaria de Estado da Saúde (SES), 366 pessoas estão internadas, sendo 228 em enfermarias e 138 em UTI na Paraíba. Na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP), a taxa de ocupação de UTI para adultos é de 74%

Segundo a SES, apenas 47% da população seguiram a recomendação de Isolamento Social segundo a Inloco, abaixo do ideal recomendado pelas autoridades de Saúde, que é de 70%. Quanto mais as pessoas desrespeitarem o isolamento, mais os casos de coronavírus continuarão subindo, o que poderá sobrecarregar hospitais.

Treze mortes foram confirmadas entre essa sexta (15) e este sábado (16), referentes a pacientes com idades entre 5 e 94 anos, sendo sete homens, cinco mulheres e uma criança. Conforme a SES, um menino de 5 anos, sem informação de comorbidade, residente em João Pessoa, apresentou sintomas em 3 de maio e morreu em casa no dia 6.

Prefeitura de Tacima, PB adota novas medidas no enfrentamento ao covid-19 com cancelamento de feira livre e toque de recolher

Via Blog Amigos da Onça.

A Prefeitura de Tacima, no curimataú paraibano, anunciou novas medidas no enfrentamento a covid-19.

De acordo com a Portaria N.º 002/2020/CM, a comissão municipal gestora das medidas de prevenção e enfrentamento a covid-19 no município, resolveu implantar Barreiras Sanitárias nos acessos rodoviários da sede do município, no sentido de que as equipes de saúde venham a proceder a higienização de partes internas e externas dos veículos com verificação da temperatura do condutor e passageiros, como também o asseio das mãos destes com álcool antisséptico.

A portaria também cancela as feiras livres da cidade, voltando apenas no dia 30 de maio.​

Outra medida adotada foi a proibição de circulação e permanência de pessoas aglomeradas ou não nas vias públicas da cidade, povoados e comunidades rurais no decorrer do horário das 21h00 (09:00 horas da noite) até ás 5:00 horas da manhã do dia seguinte.

As novas medidas se dão em decorrência do surgimento dos casos de pessoas contaminadas no âmbito do município, com o agravante de outros casos suspeitos sob observação aguardando resultado de exames laboratorial.

Ainda de acordo com a portaria; “Incorrerá em desobediência civil as pessoas que vierem a desobedecer a presente norma, sendo passivos de repressão policial, sem prejuízo das sanções e penalidades previstas nos parágrafos 4º e 6º do artigo 1º do Decreto Estadual N.º 40.173/2020 de 04 de abril de 2020.”

A população pode ajudar a comissão ligando para o telefone: (83) 98220-8179, comunicando que é do seu conhecimento a existência de pessoa (as) que estejam desobedecendo a ordem de recolhimento domiciliar que trata a Portaria.

Corpo de Gabriel Diniz é enterrado em cemitério de João Pessoa

Corpo de Gabriel Diniz chega a cemitério, em João Pessoa — Foto: Walter Paparazzo/G1

O corpo de Gabriel Diniz foi enterrado no Cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo, em João Pessoa, no fim da tarde desta terça-feira (28). Conhecido pelo hit “Jenifer”, Gabriel morreu na queda de um avião de pequeno porte junto com outras duas pessoas na tarde desta segunda, no estado de Sergipe.

O sepultamento foi restrito para parentes e amigos do cantor, mas fãs e admiradores se reuniram na entrada do local. A Polícia Militar montou uma estrutura no local e o acesso foi permitido apenas para veículos autorizados.

O enterro ocorreu após um cortejo em carro aberto do Corpo de Bombeiros, que levou o corpo do cantor do ginásio de esportes Ronaldão, no bairro do Cristo, onde o velório aconteceu, até o cemitério.

Corpo de Gabriel Diniz é velado em João Pessoa

Namorada de Gabriel Diniz, Karoline Calheiros (centro, de camiseta branca junto ao caixão), agachada diante do caixão do cantor com familiares e fãs no velório, em ginásio de João Pessoa — Foto: André Resende/G1

G1/PB.

O corpo do cantor Gabriel Diniz chegou por volta de 5h desta terça-feira (28) ao ginásio de esportes Ronaldão, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa, para ser velado. Conhecido pelo hit “Jenifer”, Gabriel morreu na queda de um avião de pequeno porte junto com outras duas pessoas na tarde desta segunda.

O velório foi, inicialmente, fechado para familiares e amigos. O cantor Matheus, da dupla Matheus e Kauan, a youtuber e humorista Gkay e Renan da Resenha, também humorista, estavam entre os presentes. A cerimônia foi aberta ao público, que fazia fila desde a madrugada, às 8h. Artistas paraibanos como Aldair Playboy, Yegor Gomez, Gil Bala e Ramon Schnayder também passaram pelo velório. O sepultamento deverá ser realizado nesta tarde.