Covid-19: vacina pode estar pronta em setembro, afirmam pesquisadores

Veja.

Em entrevista para o canal americano NBC, o CEO da Pfizer Albert Bourla contou que eles estão desenvolvendo quatro variações da vacina e os testes clínicos que começaram a ser feitos nos Estados Unidos devem usar ao menos 360 pacientes – os primeiros resultados saem entre os meses de junho e julho.

A líder da pesquisa Kathrin Jansen disse à emissora que a vacina contém o RNA do vírus – ou seja, o código genético – e tenta “reprogramar o patógeno mortal da Covid-19”, o que ajudaria reduziria de forma abrupta a mortalidade causada pela doença. “É provavelmente o jeito mais fácil de se conseguir uma vacina para frear a pandemia”, explicou Kathrin.

Não é a primeira pesquisa que promete encontrar uma vacina para o novo coronavírus em tempo recorde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou em abril que haviam setenta vacinas em desenvolvimento em todo mundo. A Universidade de Oxford, no Reino Unido, começou os testes em humanos em maio e também trabalha com a previsão de que pode encontrar uma solução em setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *