Rússia registra 2ª vacina contra a covid-19 nesta quarta-feira (14)

A Rússia registrou a primeira vacina contra a covid-19 do mundo, em 11 de agosto

R7.

A Rússia registrou sua segunda vacina contra a covid-19 nesta quarta-feira (14), segundo divulgado pela agência russa de notícias Sputinik News.

Durante um encontro com membros do governo da Rússia, o presidente do país Vladimir Putin declarou: “Gostaria de começar com uma agradável informação: o Centro Vektor de Novossibirsk registrou hoje [14] a segunda vacina russa contra o coronavírus, a EpiVakCorona.”

Putin ainda informou que o país está a caminho de uma terceira vacina criada pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento de Medicamentos Imunobiológicos M. P. Chumakova da Academia de Ciências da Rússia, ainda de acordo com a agência.

A vice-premiê russa, Tatiana Golikova, afirmou durante o encontro que a vacina se demonstrou segura. “A vacina é caracterizada pela ausência de reatogenicidade e pelo nível suficientemente alto de segurança. As primeiras parcelas da vacina em um volume de 60 mil doses serão produzidas em breve. E o Vektor iniciará os testes clínicos pós-registro em diferentes regiões da Rússia com a participação de 40 mil voluntários.”

Além disso, 150 pessoas acima de 60 anos passarão por testes, segundo a agência.

Com essa vacina, a Rússia passa a ter dois imunizantes contra a covid-19 já registrados. O primeiro foi o Sputinik V, registrado em 11 de agosto, o primeiro do mundo. A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, em Moscou, em conjunto com o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

O governo russo anunciou que os testes da fase 2 da terceira vacina devem começar no dia 19 de outubro em 285 voluntários, de acordo com o Sputinik News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *